COMPARTILHE

Não sabemos se impossível é exatamente um termo seguro para falar sobre os limites da arquitetura. Mas que seria difícil reproduzir na vida real essas obras, não há dúvida.

O trabalho que você vê aqui não é de arquiteto, mas do designer alemão Matthias Jung. As criações do designer são vistas por ele como “curtos poemas arquitetônicos”. São montagens feitas a partir de fotos do próprio Jung, que une diferentes fragmentos para transformá-los em obras únicas.

É um trabalho muito parecido com as casas voadoras, do francês Laurent Chehere, que já publicamos aqui uma outra vez.

Confira abaixo a arte de Matthias Jung:

Matthias_Jung_Häuser_01 Matthias_Jung_Häuser_02 Matthias_Jung_Häuser_03 Matthias_Jung_Häuser_04 (1) Matthias_Jung_Häuser_05 Matthias_Jung_Häuser_06a Matthias_Jung_Häuser_07

 

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

Flaubi Farias

Jornalista, parolo, navegador, alienígena e editor do La Parola.
COMPARTILHE