COMPARTILHE
princesas dos contos de fadas

Rapunzel está com câncer. A Bela está fazendo mais uma cirurgia plástica. Ariel está presa em um aquário e Cinderela está em um bar, pronta para dizer boa noite.

Sem brilho, heroísmo e finais felizes. É assim que a fotógrafa canadense Dina Goldstein começou a enxergar as famosas princesas dos contos de fadas infantis. Um contraponto aos enredos originais.

A série fotográfica Fallen Princesses nasceu após uma observação da fotógrafa a três crianças de três anos de idade. Dina começou a perceber o fascínio das garotas pelas princesas e um profundo interesse em ser como tal e até se vestir da mesma forma.

Com uma visão mais realista, em virtude da baixa influência dos contos de fadas durante a sua infância, a fotógrafa tratou de mostrar, de acordo com o seu imaginário, como estariam as princesas hoje no mundo real, com problemas reais e em lugares reais. Propositalmente, Dina contraria toda aquela lógica do triste começo de história, seguido do surgimento de uma vilã arrogante e malvada e de um final previsivelmente feliz.

Neste caso, o triste início está mais para triste fim. Confira abaixo os ensaios:

princesas dos contos de fadas
Branca de Neve
princesas dos contos de fadas
Ariel (A Pequena Sereia)
princesas dos contos de fadas
A Bela Adormecida
princesas dos contos de fadas
A Princesa (e a Ervilha)
princesas dos contos de fadas
Chapeuzinho Vermelho
Cinderella
Cinderela
Jasmine
Jasmine (Aladdin)
Pocahontas
Pocahontas
Rapunzel
Rapunzel
A Bela (sem a fera)
A Bela (sem a fera)

Siga La Parola:

http://facebook.com/LaParolaOnline
http://twitter.com/LaParolaOnline

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista: