Cinema

Wes Anderson como diretor de X-Men: seria assim?

Com a estética peculiar com que Wes Anderson dirige seus filmes, o filmmaker Patrick Willems reimaginou como seria se Wes estivesse na direção da franquia de X-Men. Wolverine, Magneto, Ciclope, Jean Grey entre outros personagens trocaram as cenas de ação e as explosões por diálogos e introduções excêntricas. Curioso.

Bohemian Rhapsody versão Star Wars

Já tentou contar a história de Star Wars e cantar Bohemian Rhapsody ao mesmo tempo? Então veja esse vídeo.

Ridley Scott, de forma leve e despretensiosa, cria sci-fi otimista e alegre

É um consenso entre a mídia especializada de que Perdido em Marte é o melhor trabalho de Ridley Scott em anos. Para mim, uma obra despretensiosa, divertida e redonda. Vale o ingresso e a pipoca. Welcome back, Ridley.

Os excêntricos comerciais dirigidos por Wes Anderson

Além de filmes, Wes Anderson também dirige alguns comerciais. O curioso é que, mesmo sendo vídeos publicitários pagos, o diretor continua utilizando a sua própria assinatura.

11 Filmes em 50 Segundos

apaixonados por cinema

Para os apaixonados por cinema, aí vai uma pergunta: o que Cantando na Chuva, Laranja Mecânica, Indiana Jones e Robocob têm em comum?

O último filme de Orson Welles e o crowdfunding

"The Other Side Of The Wind" é o último filme de Orson Welles. Foi filmado na década de 70, mas jamais finalizado. Por meio de financiamento coletivo, os produtores do filme buscam o investimento necessário para que o projeto seja concretizado.

Melancolia (2011)

Melancolia trata do afastamento e reaproximação das irmãs Justine (Kirsten Dunst) e Claire (Charlotte Gainsbourg), tendo de pano de fundo a aproximação de um planeta em rota de colisão com a Terra.

O Grande Hotel Budapeste + O Iluminado = The Grand Overlook Hotel

E se O Grande Hotel Budapeste e O Iluminado fossem um filme só acontecendo em um só hotel? Foi o que o filmmaker Steve Ramsden imaginou em uma fantástica edição de vídeo. Assista.

Libertador: Assista ao trailer da cinebiografia de Simón Bolívar

Simón Bolívar

"Libertador" é uma história de amor, guerra e traição, que retrata o perfil humano de Simón Bolívar e viaja pelo imaginário visual da América Latina do século XIX.