Psicodália 2018: Dias de barro & noites com groove

Psicodália 2018

Mais uma vez foram dias de ótima música, convivência pacífica e muita liberdade. Ano após ano o Psicodália se firma como um dos festivais mais relevantes do Brasil.

Guns N’ Roses, eu fui!

Foram cinco meses de espera após ficar mais de 16 horas na fila em frente ao computador para comprar o ingresso para o show do Guns N' Roses em Porto Alegre.

Gentle Zappa: não esqueça de levar um muffin para o café piu piu

Com dois combos de músicos realmente diferenciados, a programação do Café Piu Piu vai abrir alas para um dos espetáculos mais interessantes e ousados do calendário de São Paulo.

Imunização Psicodálica: a caixa preta de 2016

O que temos aqui é um compilado altamente inflamável com todos os estilhaços de memória, que fazem a música explodir como um coquetel molotov.

Os 10 mandamentos de Matisyahu: Salmo Cine Joia versículo 28/01/2016

show Matisyahu

A energia que envolveu Matisyahu e banda foi quase surreal. São performances como essa que evidenciam o quanto esse cara é especial.

Psicodália 2016: Baurete #1 – John Kay & Steppenwolf

John Kay e Steppenwolf é a primeira atração anunciado do Festival Psicodália 2016!

Nação Zumbi & Raimundos: casamento de extremos no Citibank Hall

Quem esteve presente no Citibank Hall no dia 11/07 conseguiu captar esse combo de sentimentos quando o Nação Zumbi fez a dobradinha com o Raimundos. Foi interessantíssimo ver duas bandas da mesma cena, com sonoridades tão diferentes, amigos de music business, trabalhando e levando tribos tão diversas para o mesmo pico.

Tina Still, République Du Salém & Marc Ford – Bourbon Street – 08/07/2015

Primeiro o Jazz de Tina Still se fez presente com requintes de power trio. Depois, o blues de République du Salém & Marc Ford, ex Black Crowes, cheios de classe e muito blues, muita história, significado e mais tributo aos mestres. Foi bonito, deu orgulho.

Dingo Bells: Os Lobos do Mar lançam álbum em Sampa

A Dingo Bells veio, numa rápida passagem por Sampa, lançar o álbum Maravilhas da Vida Moderna. Saí do show com a sensação de “Que show! Que banda! Tomara que eles voltem logo pra cá, quero poder levar meus amigos para curtir toda essa energia”.

Você tem 5 horas para ouvir a palavrinha do Sinhô?

Na noite do dia 31 a brisa do psicodélico evento da Abraxas foi mais forte e seu impacto mais profundo, formando as camadas de fumaça da noite com quatro atos: Mars Red Sky, Hierofante, Hammerhead Blues e Saturndust.