Resenhas

The Verve – Urban Hymns (1997)

The Verve - Urban Hymns (1997). Uma preciosidade do britpop.

Uma xícara de Trip Hop no chá de Robert Plant

Bom é quem está dentro do groove há mais de 40 anos e soube (como poucos) ir dançando conforme a música da época, ou conforme sua nova vontade de criação. Ótimo é o Robert Plant, e mais oportuno ainda é seu novo disco, o décimo de estúdio, o atualizado, Folk e eletronicamente chill out, e claro, rock'n'roll - Lullaby And... The Ceaseless Roar, lançado dia 8 de setembro.

O Hobbit: A Desolação de Peter Jackson

Para 'O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos', diversos elementos contavam a favor para mais um desfecho inesquecível e sem sombras de dúvidas, sublime. Mas não foi. Não deu.

Ske-Dat-De-Dat: Dr. John tocando Louis Armstrong

O álbum Ske-Dat-De-Dat, de Dr. John é um maravilhoso tributo para a obra de Louis Armstrong. O disco é lindo, som dos anos 50 em 2014 na máquina do tempo do Nite Tripper.

Santana e o Cosplay de Band of Gypsys

Carlos Santana & Buddy Miles! Live! é um dos melhores discos ao vivo da história. Gravado no Hawaii, no dia primeiro de janeiro de 1972, no Sunshine '72 Festival, este registro é o mais próximo que Santana chegou de tocar funk e adentrar a onda do rock psicodélico. Tudo isso se deve ao caráter puramente soul de Buddy Miles.

Paul McCartney: Out There – 25/11/2014

Paul McCartney no Allianz Parque (25/11/2014), em São Paulo. Os mais de 45.000 presentes viram a grandeza de um gênio. Ouvimos sons de Beatles, Wings e de sua carreira solo, sem falar em um instrumental de Foxy Lady, tenra homenagem ao mestre Hendrix.

Robert Shelton – No Direction Home: A Vida e a Música de Bob Dylan

Apelidado de ''Bíblia Dylanesca'', ''No Direction Home: A Vida e a Música de Bob Dylan'' é, sem dúvida alguma, um livro fantástico e que será o suficiente para saber tudo que você sempre almejou. O resto é uma tentativa frustrada de encher linguiça.

Procura-se um Amigo para o Fim do Mundo (2012)

Esqueça os filmes apocalípticos em que todo mundo fica louco e, no fim, o mundo é salvo por heróis que desviam o asteróide e todo mundo fica feliz para sempre.

“Perfect Sense”: Qual o sentido de uma vida sem sentidos?

Olfato, paladar, audição, visão, tato. O que você faria se seus sentidos simplesmente desaparecessem? O filme “Perfect Sense” conta a história de Susan (Eva Green) e Michael (Ewan McGregor), uma epidemiologista e um chef que se apaixonam em um mundo onde as pessoas estão misteriosamente perdendo seus sentidos humanos um a um.