Resenhas

Escritor goiano lança projeto editorial interativo para crianças

A Incrível Fábrica de Lagartos, de Tael de Araújo, utiliza imaginação e tecnologia para dialogar com os pequenos leitores.

O Homem da Terra (2007)

o homem da terra

O que aconteceria se um homem tivesse vivido 14 mil anos? Essa é a pergunta que leva o enredo do filme O Homem da Terra.

Procurando Sugar Man

procurando

Vencedor do prêmio de melhor documentário do Oscar de 2013, Procurando Sugar Man apresenta a fascinante história de Sixto Rodriguez, um cantor folk desconhecido do público americano, mas uma verdadeira lenda para o povo sul-africano.

Deuses e Monstros (1998)

deuses e monstros

Deuses e Monstros mostra os últimos dias da vida de James Whale (Ian McKellen), diretor do clássico Frankenstein de 1931.

New, de Paul McCartney: Massagem nos tímpanos.

paul mccartney new capa

Depois de seis anos sem um álbum exclusivo de inéditas, o ex-Beatle apresentou um trabalho maduro, nostálgico e novo. Conceitos contraditórios? Sim, mas a genialidade de Paul McCartney consegue lidar com isso.

O som ao redor: o que se cala e o que não se esquece

O filme mostra o mapa sonoro da polarização social no nosso cotidiano: o som dos ambulantes, dos alarmes em forma de sirene ou de latido, dos carros que aceleram e que colidem, dos eletrodomésticos que ressoam o que seus donos calam, do grito que não redime, dos pés descalços pulando o muro dos condomínios, das bombinhas que, estourando em cadeia, anunciam o tiro certeiro.

Os Vestidos de Frida: Beleza, Dor e Cores

De autoria de Christine Ferreira Azzi, o livreto direcionado ao público infantojuvenil foca na forte relação e simbologia de Frida Kahlo com suas roupas, bastante influenciada pelas cores e costumes de seu povo, os nativos mexicanos.

A Vida é Bela: considerações de uma leiga

A questão é que 'A Vida é Bela' dispensa premiações. É maior. É um exemplo pros anos 40, 90, 2000 e para todas as futuras gerações.

Sublime & a filosofia Zygmunt Bauman With Rome

O Sublime está sempre dando uma passada por nosso país, só que se compararmos o que ouvimos esse ano com os shows de 2011, por exemplo, notamos que muita coisa melhorou. A questão era química, aparentemente. Dessa vez, a banda voltou a tocar sem metais e isso não foi um problema como muitos afirmaram na época. É lógico que um poderio extra ajudaria, mas não foi necessário.