COMPARTILHE

O surgimento dos  “Massive Open Online Courses” ou “MOOCs”, de certa forma veio dar apoio à democratização da educação, no sentido de oferecer conhecimento e interação para estudantes de várias partes do mundo e possibilitar o acesso gratuito a conteúdos oferecidos por universidades renomadas.

Em junho de 2013, Anant Agarwal, professor de ciência da computação do MIT, discursou no Ted Talks propondo uma nova visão a respeito da educação. Segundo ele, não é necessária somente uma mudança, mas uma total reformulação na infraestrutura do ensino. Ele afirma que a escola não mudou muito nos últimos 500 anos, e atualmente, com a presença inerente da tecnologia em nossas vidas, o papel da escola seria abraçar as ferramentas online, utilizadas tão confortavelmente pelas novas gerações, ao invés de simplesmente repudiá-las.

Anant Agarwal, CEO da edX

Seu projeto educacional, o edX, disponibiliza diversos MOOCs em uma plataforma baseada em cinco princípios que têm como objetivo  tornar o aprendizado mais prazeroso e efetivo:

Aprendizado ativo – a interatividade proporcionada pelos MOOCs tornaria maior a profundidade de processamento mental das informações. Assim, o aluno realmente aprenderia e não simplesmente decoraria o conteúdo.

Ritmo próprio – os MOOCs permitem que os alunos assistam às vídeo-aulas em qualquer momento do dia, podendo revê-los e consultá-los caso tenham dúvidas. A informação fica disponível para que o aluno aprenda no ritmo desejado.

Feedback instantâneo – como o computador é responsável pela correção dos testes, os alunos possuem a pontuação imediatamente. Isso facilita e agiliza o andamento do curso.

Jogos – não basta apenas haver interação entre aluno e conteúdo, ela também pode ser divertida. A plataforma disponibiliza jogos relacionados ao material a ser aprendido.

Aprendizado coletivo – os fóruns de discussão e atividades parelhadas permitem que os aluno interajam entre si, troquem opiniões e informações, ampliem o campo de abrangência do curso, tirem dúvidas e produzam um material de estudo rico e original.

Esse método de ensino foi denominado “blended model of learning”, e seu objetivo é trazer o aprendizado em larga escala oferecido pela internet com a qualidade intimista da sala de aula.

Outra possibilidade é que o material desenvolvido para e durante os MOOCs seja aproveitado por professores na sala de aula física, Mr. Agarwal defende que a chave da efetividade do ensino está em aliar aulas e práticas online às que ocorrem dentro das escolas.

Os MOOCs têm como premissa que o aluno tenha um papel ativo e colaborador em seu próprio processo de aprendizagem através de participação em fóruns, atividades discursivas, leituras, reflexões, compartilhamento e colaboração. Não há um modo certo de fazer o curso, o aluno tem independência e autonomia para criar um ritmo pessoal de estudo, utilizando as ferramentas disponíveis e desenvolvendo sua própria linha de aprendizado.

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista: