“É pensando nos homens que eu perdoo aos tigres as garras que dilaceram”

COMPARTILHE

É pensando nos homens que eu perdoo aos tigres as garras que dilaceram 300px

Hoje no mundo pelo menos uma a cada três mulheres é agredida, sexualmente abusada ou maltratada de alguma maneira durante a vida. Se você for mulher, vai sentir imediatamente a ameaça que esse dado indica. Se for homem, com certeza se lembrará de pelo menos três mulheres importantes para você, e sentirá a frustração de não poder protegê-las. A informação divulgada pela Universidade John Hopkins, dos Estados Unidos, dá a dimensão do problema da violência contra a mulher ao redor do planeta, e justifica em poucas palavras o crescente apelo por igualdade, respeito e pelo fim de uma discriminação tolerada por tempo demais.

Com o objetivo de compreender melhor a história, as causas e a evolução da situação feminina na sociedade, a Aldeia Sul Editora lança no próximo dia 8 de Março a obra “É pensando nos homens que eu perdoo aos tigres as garras que dilaceram”. A bela e impactante frase da poetisa portuguesa Florbela Espanca dá nome a esse estudo profundo sobre a violência de gênero, que em pouco mais de 200 páginas faz um panorama mundial e também local do tema com a colaboração de seis autores de Passo Fundo que lidam diariamente com a questão e contribuem para um novo e esclarecedor olhar.

 Um longo caminho

Fruto de uma pesquisa de mais de três anos iniciada pelo jornalista Ivaldino Tasca, a obra pretende ser um documento, uma denúncia e um exercício de reflexão sobre a posição feminina desde os primórdios da humanidade até os dias de hoje. Uma verdadeira jornada que começa ainda na Pré-História, como revela a ampla contextualização histórica assinada pelo professor e Secretário Municipal de Cultura José Ernani de Almeida. A viagem segue adiante com uma compilação da presença do tema em religiões, culturas, civilizações e diferentes épocas, e apresenta uma inusitada coleção de frases de alguns dos maiores pensadores de todos os tempos, em pérolas que colaboraram para denegrir a figura da mulher.

mariadapenhasmall
Maria da Penha

Você sabia que os homens judeus agradecem diariamente por não terem nascido mulher? E que o Novo Testamento ordena que as mulheres sejam submissas a seus maridos? Que na Índia as viúvas eram queimadas junto com os parceiros? Que na África meninas ainda passam pela prática da mutilação genital? E que pensadores tão admiráveis quanto Kant, Chaplin, Wilde, Nietzsche e tantos outros, já disseram que não admiravam as mulheres e que elas não serviam para o raciocínio? O cenário até aqui é absurdo e desolador, mas a reação não demora a chegar.

Na segunda metade do livro, uma cronologia do movimento feminista relembra momentos importantes dessa trajetória, trazendo ainda uma série de documentos internacionais e um apanhado de dados atuais sobre a violência contra a mulher. A reação da sociedade brasileira ganha destaque com uma detalhada exposição sobre a Lei Maria da Penha, símbolo da luta pela igualdade. O tema chega finalmente a Passo Fundo através do conhecimento e das experiências de três mulheres que lidam com o tema em seu dia-a-dia. A primeira delas é a advogada Josiane Petry Faria, coordenadora do Projur Mulher UPF, um programa de assistência jurídica a vítimas de violência doméstica. Mariane Loch Sbeghen, professora e arteterapeuta, revela um pouco dos sentimentos dessas vítimas relatando a oficina de arteterapia realizada na Casa de Mulher. Por fim, a delegada Claudia Rocha Crusius apresenta o cotidiano da Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher de Passo Fundo, a DEAM.

Chamado à esperança

Com prefácio do organizador Ivaldino Tasca e posfácio da jornalista Marina de Campos, “É pensando nos homens…”tem apresentação assinada pela socióloga costarriquenha Montserrat Sagot, referência internacional no assunto, que define a publicação como parte dos esforços mundiais para visualizar o problema da violência contra a mulher, ao mesmo tempo em que serve como um chamado à esperança. O livro é uma realização da Aldeia Sul com apoio cultural da Bolsa Construções e Incorporações, Câmara Municipal de Vereadores, Master Imóveis e Condomínios, Ricci Pedras e Veículos e Rádio Uirapuru. O lançamento aproveita as comemorações pelo Dia Internacional da Mulher e acontece no dia 8 de Março, com sessão de autógrafos na Livraria Nobel e uma série de atividades paralelas ao longo do mês.

Ficha:

Título: “É pensando nos homens que eu perdoo aos tigres as garras que dilaceram”
Autor: Ivaldino Tasca (Org.), Claudia Crusius, José Ernani de Almeida, Josiane Petry Faria, Mariane Loch Sbeghen, Marina de Campos
Gênero: Não-ficção
Edição: 1ª
Ano: 2013
Local: Passo Fundo
Páginas: 208
Formato: 16 x 23 cm
Impressão: Gráfica Berthier
ISBN: 978-85-7912-104-3

Lançamento oficial com sessão de autógrafos:
8 de Março – das 18h às 22h, na Livraria Nobel, General Osório, 1148, Passo Fundo-RS.

Mais informações e catálogo da Editora Aldeia Sul em aldeiasul.com.br.

Siga La Parola:

http://facebook.com/LaParolaOnline
http://twitter.com/LaParolaOnline

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

COMPARTILHE