COMPARTILHE

Gratuita, com design moderno e sem anúncios, a rede social Ello está conquistando cada vez mais espaço. O Facebook que se cuide, podem ser os seus últimos dias de reinado.

A plataforma e as funções estão em fase de desenvolvimento, mas já é possível conseguir um convite e acompanhar tudo mais de perto. Não incentivamos ninguém a burlar sistemas, mas existem vários caminhos para descolar o seu passaporte para o Ello.

Desde o seu lançamento em julho, uma das explicações para o rápido crescimento faz referência a um conflito entre a comunidade LGBT e o Facebook. Reformulando a sua política de privacidade, a gigante social media passou a exigir a utilização de nomes reais nos perfis. O Facebook chegou a excluir contas de drag queens e artistas norte-americanas que não usavam o nome verdadeiro na rede social.

A medida não pegou bem. Em razão disso, várias pessoas começaram a migrar para o Ello. Logo após o incidente, o chefe de produtos da empresa, Chris Cox, pediu desculpas aos envolvidos e garantiu que as políticas de privacidade seriam corrigidas, de modo que todos pudessem retornar à plataforma.

Mas já era tarde. O Ello está ai, cativando um número extraordinário de simpatizantes, principalmente aqueles mais antenados ao submundo alternativo. Além da ausência de propagandas, a plataforma possui integração com Emoji e permite a postagem de GIFs.

Parece que o Orkut não ficará sozinho por muito tempo.

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

Valter Junior

Idealizador e Co-fundador do Puta Letra. Escreve também para o portal Obvious Lounge.
COMPARTILHE