“Eu sou uma folha ao vento. Veja como eu vôo.”

COMPARTILHE

Serenity - Leaves on the Wind #1

– Talvez você queira avisar todos pra se segurarem em alguma coisa.

– Todos segurem-se.

– Eu sou uma folha ao vento. Veja como eu vôo.

Serenity – Leaves on the Wind #1, de Zack Whedon e Georges Jeanty

A editora Dark Horse publicou, na última semana, a primeira edição (de um total de seis) de uma nova minissérie que acompanha os personagens de Firefly, série de TV do guru nerd Joss Whedon que acabou prematuramente depois de uma curta primeira temporada e um filme – Serenity –, sem antes conquistar uma legião de fãs passionais – grupo do qual nosso comitê (de uma só pessoa) orgulha-se de fazer parte.

No seriado televisivo, o capitão Mal Reynolds e sua equipe viajam pelo universo a bordo de uma nave classe Firefly, a Serenity, como uma espécie de cowboys/piratas espaciais, aceitando trabalhos bizarros e envolvendo-se em conflitos estranhos – tudo sempre com muito carisma, bom humor, piadas geniais e frases de efeito sensacionais.

A Dark Horse já publicou anteriormente quadrinhos que se passavam no universo de Firefly – duas minisséries e algumas histórias curtas e one-shots (HQs cuja história se desenvolve inteiramente dentro de uma edição) –, mas normalmente elas se passavam no mesmo período ou num tempo anterior ao da série de TV e do filme. Leaves on the Wind é a primeira HQ que realmente leva a história pra frente, relatando eventos que se passam depois de Serenity, o filme.

E os browncoats – como são conhecidos os fãs do universo criado por Whedon, uma referência aos rebeldes que lutaram contra a poderosa Aliança nas guerras de unificação – têm o que comemorar. Apesar de um tanto lento e com pouca ação, esse número 1 introduz muito bem a situação atual dos personagens e promete uma boa série, fiel ao trabalho de Joss Whedon na TV e no cinema.

A sequência escolhida por nosso comitê, aliás, e o subtítulo da minissérie – “folhas ao vento”, em português – são uma justa homenagem a um personagem importante de Firefly, o piloto Hoban “Wash” Washburne, que fala as mesmas palavras proferidas por River Tam nos quadrinhos acima em um momento memorável do filme Serenity.

fragmentos9 – Fragmentos de genialidade (ou infâmia) da nona arte. Um quadrinho (ou sequência) de cada vez. Seleção arbitrária por nosso comitê (de uma só pessoa). Para mais, visite o tumblelog.

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

COMPARTILHE