COMPARTILHE

Pela primeira vez o La Parola se deslocou até o Festival Psicodália, o carnaval mais maluco, alternativo, musical e pacífico de todo este Brasil. Entre os dias 28 de fevereiro e 5 de março, a 17ª edição do festival reuniu o pessoal em uma fazenda na cidade de Rio Negrinho, interior de Santa Catarina, para celebrar. Mas celebrar o quê? Na verdade o que as pessoas bem entendessem. Esse é o espírito.

Entre acampamentos, oficinas, rodas de violão, riachos, cachoeiras, slacklines, tirolesas, trilhas e infinitas atividades que a natureza proporciona, três palcos – sem contar os não-oficiais – abrigaram muita música durante o evento. Teve Tom Zé, Moraes Moreira (tocando na íntegra o genial Acabou Chorare), Di Mello, Wander Wildner, Made In Brazil, Yamandu Costa, Almir Sater, Confraria da Costa e mais um monte de bandas que se você não conhece, gostaria de ter conhecido.

O Gui Benck (baita profissional!) foi representar a gente e fazer uma cobertura fotográfica aleatória e criativa, conforme combinamos. Deu certo. Se você, por algum acaso, não foi ao Psicodália deste ano, sentirá que deveria ter ido ao rolar o mouse para baixo. Se você foi, sentirá vontade de voltar. Uma pena que a volta é só no ano que vem. Mas um alívio é que a gente estará lá mais uma vez. Mais certo que o Wagner!

Confira abaixo um olhar sobre o Psicodália 2014.
Todas as fotos: Gui Benck.

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista: