COMPARTILHE

Podemos imaginar o quão foda deve ser um ator com a capacidade de interpretar 24 personagens com características diferentes. São poucos, a maioria dos astros desenvolvem um padrão que marca sua carreira. Não é à toa que lembramos de filmes de ação quando Jason Statham está no pôster. Ou comédia quando o astro é Will Ferrell.

Ainda assim, temos uma generosa lista (assunto para outra hora) de atores que ultrapassaram as duas dezenas de personagens sem levar consigo um estereótipo. Mas, e se fossem 24 personagens no mesmo filme? Vai acontecer e quem fará a missão, que tem tudo para ser épica, será Leonardo DiCaprio.

O ator, que não precisou levar uma estatueta do Oscar para provar que é um dos maiores, interpretará o esquizofrênico Billy Milligan no filme The Crowded Room, ainda sem previsão de lançamento.

The Crowded Room  é baseado em uma história real. Billy Milligan existiu e escreveu seu nome na história ao se tornar o primeiro réu a ser absolvido nos Estados Unidos com a justificativa de ter múltiplas personalidades.

Billy foi acusado por roubo e por estupro de três mulheres, na Universidade de Ohio, em 1977. A defesa alegou que os crimes foram cometidos por duas personalidades diferentes que habitavam a mente de Billy. Os estupros foram atribuídos a uma lésbica chamada Adalana e o roubo a um iugoslavo comunista chamado Ragen. Foram diagnosticadas 24 personalidades diferentes dentro de Billy Milligan durante sua vida.

Billy Milligan
Billy Milligan

O roteiro do filme será baseado no livro The Minds of Billy Milligan, publicado pelo escritor Daniel Keyes, em 1981. O projeto é bem antigo e está sendo discutido em Hollywood desde os anos 1990, porém foi recusado por diretores renomados (James Cameron é um deles). Leonardo DiCaprio, segundo fontes, está de olho no papel desde 1997.

Billy Milligan e seu biógrafo, Daniel Keyes, morreram em 2014 com, respectivamente, 59 e 86 anos. O livro ainda não possui edição em português, porém a adaptação ao cinema deverá fazer com que isso aconteça em breve. Caso tenha ficado curioso, leia abaixo um pequeno resumo de Daniel Keyes sobre seu biografado (em inglês):

[divider]

Out of control of his own actions, Billy Milligan was a man tormented by twenty-four distinct personalities battling for supremacy over his body — a battle that culminated when he awoke in jail, arrested for the kidnap and rape of three women. In a landmark trial, Billy was acquitted of his crimes by reason of insanity caused by multiple personality — the first such decision in history — bringing to public light the most remarkable and harrowing case of multiple personality ever recorded.

Twenty-four people live inside Billy Milligan.

Philip, a petty criminal; Kevin, who dealt drugs and masterminded a drugstore robbery; April whose only ambition was to kill Billy’s stepfather; Adalana, the shy, lonely, affection-starved lesbian who “used” Billy’s body in the rapes that led to his arrest; David, the eight-year-old “keeper of pain”; Arthur, the Englishman; Ragen, the “keeper of Rage” who possessed incredible strength; Allen, the con man; Tommy, the escape-artist, and all of the others, including men, women, several children, both boys and girls, and the Teacher, the only one who can put them all together. Each of these “people” play a distinct role in this often shocking true story.

[divider]

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista: