COMPARTILHE

Depois de aparecer em 2011 com um grande debutante, Hardeira e Progressivamente auto-intitulado, o Messias Elétrico ficou uns tempos na conserva, reagrupando ideias e preparando algo grandioso. No final do ano passado começaram os rumores que os alagoanos estavam de volta ao batente do groove para mais um registro via Baratos Afins, algo que surpreendeu muitas pessoas, pois o Pedrinho Salvador estava correndo muito com a Necro, junto de sua comparsa psicodélica, Lillian Lessa.

E para unir o útil ao agradável, mantendo a banda do disco anterior, os caras chamaram a Lillian para integrar o time e deixar as coisas com um ar de Renaissance. Até o momento não temos datas oficiais para o lançamento desse segundo trabalho de estúdio, tampouco um track list, mas a banda já liberou o single “Tempo Bom”, junto com a arte que ilustrará esse segundo registro, o mosaico de cores advindo da mente do ácido Jonathan Melo.

Messias Elétrico - Tempo Bom - Capa

LINE UP

Leonardo Luiz (vocal/teclado)
Alessandro “Aru” (baixo)
Pedrinho Salvador (guitarra/vocal)
Fernando Coelho (bateria)
Lillian Lessa (vocal)

Em relação ao som creio que a fórmula não se alterou. Aqui temos o mesmo ideal viajante calcado no Hard para tirar o som da inércia. Em “Tempo Bom”, especificamente, notamos que a presença da Lillian deixa os vocais mais interessantes, duas vozes possibilitaram belas harmonias e o lado instrumental segue absolutamente rico.

Climão improvisado sem exagero, com bastante feeling, timbres cristalinos e uma dose de swing venenosa. Preparem o capacete, esse disco tem tudo para ser um dos grandes lançamentos em escala nacional esse ano, a criatividade pulsa dentro desses riffs e a cama rítmica deixa tudo no esquema para alquimias de marfim, teclado e guitarra… sonzaço.

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

Guilherme Espir

Publicitário em formação, zappamaníaco e escritor de fundo de quintal fissurado em música tal qual um viciado à espera da próxima dose, neste caso aguardando em abstinência para o próximo disco.