COMPARTILHE

O universo feminino algumas vezes se assemelha aos filmes de Tarantino. Nele encontramos inúmeras referências remontando diversas épocas e culturas, mas nem mesmo quando temos nossa atenção preenchida conseguimos desvendar todos os easter eggs ou como elas gostam de dizer “– Você não está reparando nada de diferente”? Eu amo as mulheres e mesmo que pouquíssimas delas tenham me amado de volta, percebo ser necessário falar com elas em tom de agradecimentos, elogios e principalmente, reconhecendo que se não fosse por elas, o mundo seria um caos masculino, com bromances no melhor estilo Debi e Lóide, sujeiras e um estado solitário e insensível ou cinza num único tom.

Vivemos em tempos urgentes e necessários para mulher voltar a ter voz. Voz esta que nunca deveria ter sido silenciada. Mesmo nas constantes indecisões sobre qual sapato escolher, qual roupa vestir para a ocasião x ou quando elas lançam o olhar do tipo – Tom Cruise ou Brad Pitt, pouco importa. Tais loucuras, como nós homens chamamos não devem ser motivos, desculpas e quaisquer outros argumentos legais que proíbam, desmereçam e julguem o poder e a representatividade das mulheres em nossas vidas. Mulher é o único ser que consegue chorar quando o mocinho fica com a mocinha, mas que não derrama uma lágrima quando dá uma topada no sofá. Precisamos mesmo medir esforços e estatísticas para comprovar sermos mais capazes que as mulheres? Claro que não. Porque perderíamos em diversas categorias. Ainda assim abandonamos o romantismo e o cortejo com elas por entendermos que se elas querem direitos iguais, que façam o favor de nos presentearem com rosas e bombons também. Esqueça.

Demorei longos anos para compreender que a loucura das mulheres é justamente aquilo que mais nos fascina. Numa roda entre amigos o discurso é sempre o mesmo. – Mulher é tudo igual. A única diferença é a embalagem. Negativo, caro Watson. Nas loucuras as mulheres podem até ser iguais, mas no restante, nenhuma mulher é igual. Elas podem ser únicas no seu jeito de andar, no perfume misturado ao ser cheiro natural, na forma de falarem e nos gestos pequenos e transitórios que dificilmente notamos, mas que estão lá firmes para cuidar de filhos, maridos, negócios, estudos e etc. Mulheres são poesias e composições em movimento.

Mulher é atemporal. Amá-las, admirá-las e querer o bem e o respeito delas em nossas vidas é o princípio de tudo, mesmo que neguemos. Olhe de perto através da História da humanidade. Desde o início dos tempos preservamos, lutamos e evoluímos por consequências das loucuras do universo feminino. E quando estamos sentados no sofá em pleno domingo enquanto ela está lá linda e estonteante fritando uns salgadinhos pra você, este é o momento que começamos a perder os valores dos nossos ancestrais. Porque houve um tempo onde mulheres não precisavam conquistar espaço e afeto. Nós simplesmente abríamos a porta do carro e segurávamos em suas mãos como se fossem a coisa mais importante do mundo.

Agora, quero falar bem perto de você. – Obrigado. Obrigado por não desistir de ter reconhecimento nos extremismos e conceitos crescentes nos dias atuais. Obrigado por enxergar sensibilidade quando a vil ignorância do homem permite apenas esperar o resultado. Obrigado por se cuidar como pode quando sabemos que o tempo é pouco pra todos. Obrigado por tentar combater injustiças constantes neste mundo dominado por homens não carentes de boa fé, mas de bom senso mesmo.

Por fim, e não menos importante quero agradecer pelos lábios, coxas, peitos e bunda que não importam os tamanhos e tendências que insistem em fazê-la consumir, você sensual e admirável nas suas próprias medidas, e nenhuma parte do seu corpo me deixa mais excitado que seu cérebro, porque com ele conheço seus gostos, humores, desejos, sonhos, objetivos e tantas outras partes sexy´s que eu fico em pleno gozo. Por você, quero abrir a porta do carro, construir um projeto ao seu lado e dividir uma cerveja gelada no domingo, sentados no sofá enquanto decidimos entre gargalhadas qual é o melhor canal para assistirmos na TV (esta última só não é válida se for final de campeonato de futebol). Mulheres, amamos suas loucuras e cada ano que passa vocês nos forçam com um simples sorriso e o beijo no rosto que devemos assumir que isso de mocinho e mocinha aconteceu há muito tempo atrás, mas que se nos esforçarmos, podemos coexistir para no final do dia ambos sermos heróis, ainda que eu ceda sempre o meu lugar pra você.

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

Guilherme Moreira Jr.

Guilherme Moreira Jr.

Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro.
Guilherme Moreira Jr.
COMPARTILHE