COMPARTILHE

Em 24 de agosto de 1995 morreu Alfred Eisenstaedt, um mestre do fotojornalismo.

Fotógrafo da revista norte-americana Life entre 1935 e 1972, teve mais de 2500 fotos publicadas, sendo 90 imagens selecionadas para a capa.

O olhar fotográfico aguçado de Eisenstaedt imortalizou diversas imagens durante o século passado. A mais icônica é a foto de um marinheiro americano beijando uma enfermeira na Times Square, Nova York, em 14 de agosto de 1945, data da rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial.

Ainda que a fotografia mais famosa de Eisenstaedt seja de duas pessoas simples e desconhecidas, sua carreira foi marcada por capturar imagens de renomadas personalidades mundiais.

Através de suas lentes fotografou o encontro entre Hitler e Mussolini em Veneza (1934) e, entre outras personalidades, John F. Kennedy, Marilyn Monroe, Albert Einstein, Ernest Hemingway, Martin Luther King e Sophia Loren.

Marilyn Monroe e Alfred Eisenstaedt
Marilyn Monroe e Alfred Eisenstaedt

Relembre algumas fotos icônicas de Alfred Eisenstaedt

Alfred Eisenstaedt
Times Square, 1945
Alfred Eisenstaedt
Joseph Goebbels, Genebra, 1933
Alfred Eisenstaedt
Winston Churchill, Liverpool, 1951
Alfred Eisenstaedt
Hitler e Mussolini, Veneza, 1934
Alfred Eisenstaedt
Hiroshima em 1956
Alfred Eisenstaedt
Albert Einstein e J. Robert Oppenheimer, 1947
Alfred Eisenstaedt
Marilyn Monroe, 1953
Alfred Eisenstaedt
Teatro alla Scala, Milão, 1934
Alfred Eisenstaedt
O garçom Rene Breguet, Saint-Moritz, 1932
Alfred Eisenstaedt
John F. Kennedy e a filha, Caroline, Hyannisport, Massachusetts, 1960
Alfred Eisenstaedt
Sophia Loren, 1964
Alfred Eisenstaedt
Bette Davis, 1938
Alfred Eisenstaedt
Mussolini na Piazza San Marco, Veneza, 1934
Alfred Eisenstaedt
Martin Luther King e Kenneth Kaunda, Birmingham, Alabama, 1960

Siga La Parola:

http://facebook.com/LaParolaOnline
http://twitter.com/LaParolaOnline 

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

Flaubi Farias

Jornalista, parolo, navegador, alienígena e editor do La Parola.
COMPARTILHE