COMPARTILHE

Quando penso em fôlego, logo chega em minha memória uma das provas olímpicas que mais exige do pulmão do atleta, é os 50 metros livre da natação, em média o recorde fica em 21 segundos. Durante um passado recente participei da prova, meu tempo ficou nos 42 s.

Vivemos um momento único no país, não pela copa teste, mas pela copa das manifestações, como dizem muitos: o povo se rebelou, cansou da baderna que se tornou a vida política do Brasil, onde a bandeira partidária que tomou conta foi a corrupção.

Muito dinheiro em estádios, mesmo que em financiamentos, é muito dinheiro, e o financiamento só saiu porque o cheque caução foi assinado com o cheque do leite do povo brasileiro.

O assunto nas mesas de bar não poderia ser outro, as manifestações que pipocam pelo país, vida de jornalista exige buscar as convergências das opiniões, um ponto de vista, que me chamou a atenção é as empresas de gás lacrimogêneo que vêm aumentando o seu lucro.

Na prática o que acontece, você fica atento às opiniões dos amigos, dos colegas de trabalho, nos mais diferentes lugares, postos de gasolina, academia, na fila do banco e por aí vai, o que pude compreender é de que o povo, quase que em unanimidade cansou de reclamar só na web, leia-se facebook, este monstro que vem atacando a globo (hahahaha).

O Zé povinho cansou da falta de agilidade política, da péssima administração do dinheiro recolhido em impostos, pela falta de segurança, pela falta de oportunidade, nem quero cogitar educação e saúde, transporte público, etc. Cansou dos salários astronômicos dos deputados, senadores, ministros e mais de um monte de gente.

O povo nas ruas mandou o seu cartão de visita e prova que tem muito fôlego para gritar por mudança. Já começo a acreditar, caso o Felipão não ganhe a copa do ano que vem, o PT passa a vez.

Santé

Siga La Parola:

http://facebook.com/LaParolaOnline
http://twitter.com/LaParolaOnline

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista: