COMPARTILHE

Clint Eastwood. Ator, diretor, produtor e mito do cinema, basicamente!

Com 84 anos de idade e ainda produzindo bons filmes, Eastwood  levou os Oscars de melhor diretor por “Menina de Ouro” em 2005 e “Os Imperdoáveis” em 1992.

Ele já dirigiu mais de 30 filmes e convenhamos que nem sempre alcançou resultados tão bons, mas quando ele acerta, acerta em cheio, produzindo trabalhos acessíveis e grandiosos, focando bastante nos relacionamentos humanos.

Eis meu top 5 dos filmes dele. Qual é o seu?

5. As Pontes de Madison (The Bridges of Madison County, 1995)

Francesca Johnson é uma dona de casa solitária que passa a experimentar sensações novas após conhecer o fotógrafo Robert Kincaid, que está na cidade para fotografar as famosas pontes. Ela é casada, mas está sozinha após o marido e filhos terem viajado. Adotando um ritmo mais lento para contar a história, Eastwood explora com maestria os cenários naturais e cria um filme belo e honesto. Este é um romance maduro e contagiante, que mostra que Eastwood pode ser muito eclético.

4. Gran Torino (2008)

Há quem diga que Gran Torino é um exemplar menor dentro da carreira de Clint Eastwood, algo de que discordo. O filme aborda o relacionamento improvável de um old school hostil e racista com um imigrante chinês. São vários os momentos impactantes, daqueles cuja intensidade conseguimos quase sentir na pele. Pode ser um tanto prevísivel, mas a emoção é garantida.

3. Sobre Meninos e Lobos (Mystic River, 2003)

Uma mistura de drama, thriller e mistério, Sobre Meninos e Lobos mostra o assassinato de uma garota e tudo o que isso pode trazer à tona no relacionamento de três amigos que haviam se distanciado há muito tempo. Denso e realista, o filme nos deixa hipnotizados pela história, que é muito mais profunda do que a maioria dos exemplares do gênero. Se não fosse por O Retorno do Rei, teria levado o Oscar daquele ano.

2. Menina de Ouro (Million Dollar Baby, 2004)

Mesmo com alguns clichês de filmes de esporte, Menina de Ouro nos apresenta a uma envolvente história de superação, de busca incessante de um sonho e de uma vida melhor. Há bastante melancolia e sofrimento aqui, mas também redenção, culminando em um daqueles finais arrebatadores.

1. Os Imperdoáveis (Unforgiven, 1992)

Clint Eastwood trouxe vida nova para um dos gêneros mais amados pelo público americano. Os Imperdoáveis possui praticamente todos os elementos que um western precisa ter, focando na violência, na vingança, nos dilemas morais, em doses corretas de humor e na sensação de perigo iminente. Filme forte, denso e inesquecível.

Gostou do que viu aqui?

Todo sábado enviamos um e-mail com os artigos da semana. Entre em nossa lista:

Bruno Knott

"Para mim, o cinema não é uma fatia da vida, mas sim um pedaço de bolo". A. Hitchcock